Unidade de Instalação 0012 - Notícias de Albufeira

Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira Notícias de Albufeira
Resultados 1 a 20 de 23 Mostrar tudo

Zona de identificação

Código de referência

PT MABF AMABF/CJ/0012

Título

Notícias de Albufeira

Data(s)

  • ca. 1967-08-27/ca. 1968-10-13 (Produção)

Nível de descrição

Unidade de Instalação

Dimensão e suporte

24 u.i.; papel

Zona do contexto

Nome do produtor

História biográfica

Entidade detentora

História do arquivo

A 27 de Agosto de 1967, surge em Albufeira, o jornal “Notícias de Albufeira”, propriedade da Comissão Municipal de Turismo, cujo director era o padre José Manuel Semedo de Azevedo, o editor era o arquitecto Norberto Correia e tinha como principal colaborador João Gentil Marques, que era ao mesmo tempo correspondente do jornal em Lisboa. De periodicidade quinzenal, o “Notícias de Albufeira” era publicado aos domingos e a sua conotação, segundo ficha técnica da primeira série, era “noticiosa, regionalista e propagandista do Turismo em Albufeira”. Ao nível publicitário, o “Notícias de Albufeira” inseria muitos anúncios relativos à industria hoteleira e similares da região barlaventina e tinha como secções regulares: “Primeira Coluna” (editorial); “Lendas de Portugal”, secção histórica a cargo de Gentil Marques; “Agenda”, a secção social; o “Guia Utilitário de Albufeira”; “Cartas à Redação”; “Gastronomia e Turismo”, secção a cargo do Conde de Marim; “Esplanada”, página dedicada às artes e letras; “Praia de
Albufeira”, secção de divulgação turística com interessantes reportagens sobre as Praias dos Salgados, da Galé, do Evaristo, do
Ninho de Andorinhas e Praia Grande; “Crónica Musical”, secção de cultura musical dirigida por Maria Fernanda Mella.
Refira-se que o nº 1 da I série deste jornal publicou o programa das comemorações das festas do patrono de Albufeira, Beato
Vicente, a 3 de Setembro de 1967, com o título “Comemorando gloriosamente o primeiro centenário da sua canonização”.
Consta ainda naquele extenso artigo, de duas páginas, a mensagem enviada pelo governador da província de Nagasaki (Japão),
bem como a lista dos participantes no congresso que celebrou o primeiro centenário da beatificação de Vicente de Santo António e que se realizou no Cine Pax de Albufeira. Noticiou a participação do “Notícias de Albufeira” no “VI Encontro da Imprensa Não-Diária”. Com 8 páginas em formato 305 mm por 425 mm, editado em três línguas estrangeiras (Francês, Inglês e Alemão), ao preço avulso de 1$00 - assinatura semestral de 12$00 e assinatura anual de 25$00 - a primeira série do “Notícias de Albufeira” foi suspensa a 13 de Outubro de 1968, com o n.º 24, devido ao falecimento do seu mentor, o padre José Manuel Semedo de Azevedo. Passados vinte e cinco anos, Alfredo Machado assume a direcção do “Notícias de Albufeira”, datando a edição zero, série II, de 1 de
Outubro de 1993.
Os pioneiros José Manuel Semedo de Azevedo nasceu em Lagoa a 14 de Junho de 1907, e faleceu a 28 de Fevereiro de 1968 em Albufeira, onde exerceu o múnus durante mais de 30 anos.
Filho de José Rodrigues de Azevedo Júnior e de Maria de São José Semedo Azevedo, ambos naturais de Lagoa. Frequentou o Seminário de S. José em Faro, onde se ordenou a 21 de Junho de 1931, sendo pouco depois transferido para a paróquia de
A l f r e c e , o n d e d e s e m p e n h o u , simultaneamente, as funções de vigário e cooperador do paróco de Monchique. Foi
para cumprir idêntico cargo que se transferiu para Albufeira a 20 de Junho de 1934 passando a Pároco Encomendado. Nessas funções permaneceria até morrer. Enquanto desempenhou o seu múnus sacerdotal dedicou-se à investigação histórica e arqueológica, ficando-se a dever-lhe a fundação do Museu Histórico-Arqueológico de Albufeira. Grande devoto do beato Vicente de Santo António, promoveu a organização de um Congresso Internacional que teve larga repercussão na província. O seu carácter afável e culto levou-o a colaborar em vários jornais do Algarve chegando mesmo a dirigir o Boletim Interparoquial que cobria as freguesias de Albufeira, Guia, Paderne e Pêra, para além de no fim da vida ter dirigido o “Notícias de Albufeira”. Publicou em livro vários trabalhos de carácter religioso e histórico, os quais lhe permitiram a admissão na Sociedade Portuguesa de Antropologia e
Etnologia, no Instituto Português de Arqueologia, História e etnografia e na Academia Portuguesa de Ex-Libris.

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Prop. Comissão Municipal de Turismo
Dir. Padre Semedo de Azevedo
Ed. Arq. Norberto Correia

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

português

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Zona das notas

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

Nota do arquivista

MESQUITA, José Carlos Vilhena. (1988). História da imprensa do Algarve. Faro: Comissão de Coordenação da Região de Algarve.
Toponímia de Albufeira. (2007). Lisboa: Câmara Municipal de Albufeira.

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados